terça-feira, 25 de novembro de 2014

Rapidinhas no MaDame: Pompéia (Pompeii) - 2014

Rapidinhas no MaDame:
Porque o que importa é o prazer da Cinefilia







Sobre a história: Milo (Kit Harington) é um gladiador, escravo e preso em Pompéia, cidade lendária próxima à erupção do Monte Vesúvio. Apaixona-se por Cassia (Emily Bronning) pela qual o Imperador Romano Corvus (Kiefer Shuterland) é obcecado. Com a cidade em chamas, Milo tem que salvar a amada  e enfrentar seu inimigo Corvus.


Opinião Geral sobre o filme:  Pompéia é uma clara evidência de filme épico que tinha tudo para dar certo mas jogou a oportunidade fora e não respeitou o tempo dedicado de entretenimento do público. Para quem tinha uma história mítica e potencialmente envolvente através do caso de amor entre uma nobre e um escravo, o roteiro muito raso não aproveita nem 10% da lenda de Pompéia, da força do amor e do confronto entre Milo e Corvus. É um roteiro extremamente preguiçoso e direção idem, o que lhe dá o título de um dos piores filmes do ano no quesito preguiça de contar uma história e falta de tato comercial e artístico para lançar um bom blockbuster épico. Nem mesmo a beleza e o sucesso de Kit Harington (O Jon Snow de Guerra dos Tronos) e a delicadeza de Emily Bronning conferem à história o componente de química sexual e amorosa entre os protagonistas. Não há nenhum amor e tesão realmente verossímeis e há momentos que são tão decepcionantes que, nem sequer, existe um beijo verdadeiro entre eles. Em uma época lendária em que heróis viris e corajosos e belas mulheres entregues ao amor e ao prazer podem render uma história sedutora e apaixonante, aqui isso não ocorre e o roteirista não soube tomar as referências atraentes do gênero. Kiefer Shuterland se esforça um pouco mais para expressar a arrogância do imperador mas é insuficiente para salvar o longa. Somente o  último ato vale a pena pelo clímax e  efeitos especiais e,  adeus Pompéia. 


O desprazer:  Atores mal aproveitados, atuações pobres e um roteiro sem desenvolvimento de personagens e de conflitos. 


Por que vale a rapidinha?  Se gosta de épicos para passar o tempo, assista-o para ver a atmosfera épica e os efeitos especiais da erupção.







Ficha técnica do filme ImDB Pompéia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière