sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Rapidinhas no MaDame: Divergente (Divergent) - 2014

Rapidinhas no MaDame:
Porque o que importa é o prazer da Cinefilia






Sobre a história:  Best seller da escritora Verônica Roth baseado em uma ficção distópica juvenil, Divergente narra sobre um mundo dividido por facções: Abnegação, amizade, audácia, franqueza e erudição. Quem não pertence às facções são como pessoas não reconhecidas pela sociedade. Na hora determinada para escolher a facção,  Tris (Shailene Woodley) toma a decisão pela audácia mas ela é uma Divergente. Divergentes são uma ameaça para essa sociedade. Junto com o misterioso Four (Theo James), ela precisará lutar contra as forças inimigas.



Opinião Geral sobre o filme:  Divergente é um híbrido de sci fi, ação e suspense e é mais uma distopia dos blockbusters como Jogos Vorazes, Maze Runner e o Doador de Memórias.  Entretém e, por ter um público fiel, mantém a curiosidade sobre a adaptação dos próximos livros e tem um atrativo a mais: romance. A química entre Shailene Woodley, mais atlética e heroína, com o sarado Theo James contribui bastante para o longa, afinal as afinidades vão além da atração física e eles tem um ponto em comum que, para o roteiro, era necessário Tris ter um aliado. A ideia de ser Divergente e não aceitar uma sociedade que dita as regras e escraviza as pessoas é positiva para uma franquia juvenil ao misturar esse apelo rebelde e de procurar as próprias respostas. Tris é uma jovem em amadurecimento. Descobre sua força e o amor pela primeira vez. Como pontos técnicos positivos, vale ressaltar que estão a direção de arte que recria uma Chicago em versão distópica e futurista e não descaracteriza muito a arquitetura mais antiga e sombria da cidade e a preparação de atores e dublês para as cenas de exigência mais física como as lutas e saltos.


O desprazer: Shailene Woodley é boa atriz para esse tipo de filme mas não tem a força dramática mais heróica e madura de Jennifer Lawrence em Jogos Vorazes e não é apoiada por experientes coadjuvantes, por isso precisará atuar melhor para integralizar esse papel nos próximos filmes.


Por que vale a rapidinha?  Ação e romance para uma diversão descomplicada.







Ficha técnica ImDB Divergente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière