domingo, 30 de abril de 2017

MaDame Listas: 20 filmes favoritos de todos os tempos




À convite do blogueiro e crítico de cinema, Chico Fireman do Filmes do Chico listei meus 20 filmes favoritos de todos os tempos, como parte de uma enquete que ele está realizando com vários blogueiros, críticos, jornalistas, cinéfilos etc.

Foi uma tarefa difícil mas cheia de realização. Cinema e suas memórias preencheram a minha tarde com muita nostalgia e deja vu.

Eu amo o Cinema, não poderia viver sem tantas histórias e belos momentos.

Obrigada, Chico Fireman !

#MadameLumière


1. O poderoso chefão (The Godfather), Francis Ford Coppola, (1972)
2. Aurora (Sunrise), F.W Murnau, (1927)
3. Os incompreendidos (Les 400 Coups), François Truffaut, (1959)
4. Touro Indomável (Raging Bull), Martin Scorsese, (1980)
5. Era uma vez em Tóquio (Tôkiô Monogatori),Yasujiro Ozu, (1953)
6. Rocco e seus irmãos (Rocco i suo Fratelli, Luchino Visconti, (1960)
7. Clamor do Sexo (Splendour in the grass), Elia Kazan, (1961)
8. Crepúsculo dos deuses (Sunset Boulevard), Billy Wilder, (1950)
9. Amor à flor da pele (Fa Yeung Nin Wa), Wong Kar-Wai,(2000)
10. Quanto mais quente melhor ( Some like it hot), Billy Wilder, (1959)
11. Morangos silvestres (Smultronstället), Ingrid Bergman, (1957)
12. Um corpo que cai (Vertigo), Alfredo Hitchcock (1958)
13. Paris, Texas (Paris, Texas), Win Wenders (1984)
14. A marca da maldade (Touch of Evil), Orson Welles (1958)
15. Era uma vez no Oeste ( C'era una Volta il West), Sergio Leone (1968)
16. Meu ódio será a tua herança (The Wild Bunch), Sam Peckinpah (1969)
17. Os Bons Companheiros (Goodfellas), Martin Scorsese (1990)
18. O pagamento final (Carlito's Way), Brian de Palma (1993)
19. Sindicato dos ladrões (on the waterfront), Elia Kazan, (1954)
20. Sangue Negro (There will be blood ), Paul Thomas Anderson (2007)

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

MaDame Retrospectiva 2016: 10 melhores Blockbusters

MaDame Retrospectiva 
por Cristiane Costa






2016 foi um ano bem divertido no quesito "Blockbusters". Grandes lançamentos da Marvel como Capitão América : Guerra Civil e Doutor Estranho, filmes com uma abordagem nostálgica e totalmente reinventada como "As Caça fantasmas"  e "Creed - nascido para lutar" e animações encantadoras como "Zootopia" e Mogli  - o menino lobo.

Se por um lado, houve  frustração com blockbusters que tinham bastante potencial e deixaram a desejar como "X-men Apocalypse", "Batman vs Superman - A origem da justiça" e "Esquadrão Suicida", por outro, aqui tem 10 filmes que merecem um repeteco em 2017, com muita pipoca  e chocolate





10. Dois Caras Legais


"Uma dupla hilária, uma comédia de ação estilosa e uma trilha sonora cool, Dois caras legais é imperdível" 




9. Creed - nascido para lutar


" Stallone retorna como treinador de boxe e reafirma a paixão mundial por Rocky. Nostalgia e gratidão por sua presença."




8. Animais fantásticos e onde habitam

"Magia e aventura que relembram Harry Potter e desperta inevitáveis saudades do universo criado por J. K. Rowling"




7. Deadpool 

"O herói mais sacana com requintes de violência e humor escrachado, tudo isso garante uma diversão insana"




6. Zootopia - Essa cidade é o bicho

"Uma bela animação sobre amizade, lealdade e valorização de cada um. Ninguém melhor que os bichos na telinha."




5. As caça fantasmas


"As heroínas do ano que ganharam os corações dos cinéfilos. Um novo caça fantasmas com  o protagonismo feminino."




4. Rogue one - uma história de Star Wars

"Uma pré-sequência incrível de Nova Esperança com a capacidade de ter luz própria  e honrar o valor de Star Wars."



3 . Doutor estranho

"Um surpreendente blockbuster em ritmo e ação que traz um genial componente temporal  na história. Incrível!"




2. Capitão América : Guerra Civil

"Até o menos aficionado da Marvel, entraria nessa guerra. Apresenta memoráveis planos de ação que todo fã merece."



1 . Mogli - o menino lobo

"Imagine um filme bonito que valoriza o ideal de família, pertencimento e lar? Imaginou?  Assim é Mogli- o menino lobo, um encanto do começo ao fim que leva às lágrimas no grande clímax."

domingo, 1 de janeiro de 2017

MaDame Retrospectiva 2016 - atrizes : 10 melhores atuações

MaDame Retrospectiva 
por Cristiane Costa






O time seleto de melhores atuações femininas em 2016 traz uma diversidade de atrizes talentosas, com destaque para as britânicas e as francesas. 

Assim como a seleção de melhores atores, essa lista preserva o quanto o personagem caiu como uma luva para cada atriz e o quanto elas se apropriaram da história, perfil e emoções da protagonista. 

É uma lista de peso, que demonstra o quanto as mulheres do cinema são realmente incríveis e inesquecíveis.

Curta a lista! Também, continue na Retrospectiva MaDame, que avança até amanhã, fechando com os melhores filmes de 2016.




10. Catherine Frot em "Marguerite"


"Frot apresenta uma atuação harmônica que valoriza bem as duas principais nuances de sua personagem: dramática e cômica. Tudo com elegância e graça."



9. Lou de Laâge em "Agnus Dei"


"Em um drama solene e doloroso sobre freiras violentadas, Laâge realiza uma atuação crível na qual sua personagem transita muito bem entre a afetividade e a racionalidade."





8. Saoirse Ronan em "Brooklyn"

"Uma atuação que conquista pela sutilezas da atriz ao compor uma personagem delicada e também corajosa, disposta a não negar a si mesma e aos seus sonhos." 



7. Alicia Vikander em "A Garota Dinamarquesa"


"uma performance dramática que se entrega verdadeiramente aos rumos inesperados de uma relação e que dá força e aceitação a quem se ama."



6. Sonia Braga em "Aquarius"


"De uma maneira leve e que também valoriza a força e a coragem de seu personagem, a atriz entrega uma atuação digna de mulheres autênticas e que lutam pelo que acreditam."



5. Cate Blanchett em "Carol"

"Com uma performance deslumbrante que percorre a elegância da época ao relacionamento com outra mulher, a atriz intensifica o desejo e a coragem de seu personagem em viver um amor lésbico."




4. Brie Larson em "O quarto de Jack"


"Uma mãe que não desiste do filho e da liberdade, assim Larson domina a maioria das cenas com um magnífico controle da força e das fragilidades de seu personagem."



3. Amy Adams em "A Chegada"


"Ainda que essa combinação drama e sci fi seja uma experiência única, Adams é o principal alicerce de toda a história. É ela que sustenta a narrativa, que se comunica com o público, que traz as intensas emoções à tela."




2. Emmanuelle Bercot em "Meu Rei"


"Uma  personagem que sofre de amor com uma relação problemática poderia ser bem estereotipada, mas com a atuação de Bercot, há um magnífico realismo em cena. Ela interpreta a personagem com uma performance exata e madura que não esconde as vulnerabilidades do relacionamento."



1. Isabelle Huppert em "Elle"


"Apenas uma atriz excepcional e de primeira grandeza poderia interpretar  Michèle, uma personagem complexa, cheia de nuances profundas que envolvem o desejo, o sexo, a violência, o poder, o jogo. Apenas Huppert. Definitivamente, ela é um ser de outro mundo em cena, uma força da natureza que seduz a revelar quem ela realmente é e até onde pode chegar."



Lista considera os lançamentos nos cinemas Brasileiros em 2016.