sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Rapidinhas no MaDame: Lucy - 2014

Rapidinhas no MaDame:
Porque o que importa é o prazer da Cinefilia







Sobre a história:  Acidentalmente, Lucy (Scarlett Johansson) é obrigada a ser mula para um sanguinário traficante internacional Mr Jang (Min-Sik Choi).
 Após uma rara e potente droga vazar em seu corpo, sua capacidade cerebral aumenta continuamente, ela se transforma em uma heroína de poderes sobre-humanos e procura a ajuda do professor Norman (Morgan Freeman).

Opinião Geral sobre o filme:  Lucy é um sci fi de ação com o estilo Luc Besson de dirigir protagonistas justiceiros com sede de vingança e dispostos a atirar nos inimigos e destruir carros e quarteirões, sempre por uma boa causa pois tem suas vidas impactadas em um dia comum. Ele assina este roteiro e retorna ao Sci fi de sua época de O Quinto Elemento; a diferença é que ele se arrisca mais porque a história é uma completa "viagem", principalmente mais ao desfecho e deve ser desfrutada mais pela ideia de uma droga que altera a capacidade cerebral e  extrapola a limitação humana e, também, pela principal virtude de Besson de realizar ação com bom gosto e explosiva energia. Considerando seus últimos filmes de sólidas franquias de ação e que priorizaram homens como Liam Neeson (Busca Implacável) e Jason Staham (Carga Explosiva), Lucy é uma boa pedida porque a heroína é uma mulher e, felizmente, bem superior à Zoe Saldana no fraco Colombiana. A direção continua redonda e dinâmica para a ação com ótimos momentos nas lutas físicas e perseguições a carro e o elenco coadjuvante com Morgan Freeman e Min-Sik Choi dá um peso maior em cenas decisórias.


O desprazer: A história é desprovida de melhor clareza e dá a entender que o Besson não conseguiu explicar tudo o que queria. Ficam as questões: Qual era a sua verdadeira intenção? Apenas ação ou uma reflexão? Inovação no roteiro? Ou tudo junto e misturado? Nos planos mais finais, perde em ação e exige que o expectador entenda o raciocínio. Para quem gosta de Luc Besson somente por causa da ação, poderá estranhar o desfecho.


Por que vale a rapidinha?  Scarlett Johansson em sedutora ação e preparada para matar. É bom ver o toque oriental de Min-Sik Choi como um vilão.










Ficha técnica ImDB Lucy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière