terça-feira, 4 de novembro de 2014

Rapidinhas no MaDame: The Maze Runner - Correr ou morrer ( 2014)

Rapidinhas no MaDame:
Porque o que importa é o prazer da Cinefilia






Sobre a história: Basedo na obra de James Dashner, o longa é o primeiro livro da saga. É uma ficção científica que mistura ação e suspense em uma realidade alternativa e em circunstâncias muito misteriosas. Thomas (Dylan O'Brien) aparece em um elevador que leva à um campo aberto cercado por um labirinto, chamado A Clareira. Lá encontra outros jovens que não se lembram do passado, entre eles os corredores que são responsáveis por buscar uma saída quando os muros do labirinto se abrem. Thomas se torna um dos corredores e, com isso, conflitos e a possibilidade de liberdade surgem na história.


Opinião Geral sobre o filme:  Maze Runner é uma franquia com alto potencial de apreender a atenção do público e tem uma narrativa que agrada pelo ambiente aprisionante da Clareira, o mistério por trás da vida dos jovens, o clima de desconfiança entre eles e a necessidade de sobrevivência e esperança. Com a chegada de Thomas, os hábitos são mudados e a base do conflito está instalada na história. Como um mundo paralelo que está diante dos olhos da plateia, a curiosidade é uma constante, afinal, como os jovens escaparão? De onde vieram? Quem são? Será esse filme um teste de laboratório ou uma realidade? Embora a narrativa ocorra boa parte do tempo com personagens presos por um labirinto, o plot tem um desenvolvimento bacana, principalmente em misturar ação e suspense com picos de tensão e um protagonista (O'Brien) que cumpre sua função e segura bem a atuação. A direção de Wes Ball que está acostumado com direção de arte e efeitos especiais joga o público como voyeur dessa prisão dos jovens de uma maneira natural, como testemunhar um jogo fictício. No desfecho, uma das melhores partes, fica claro porquê Maze Runner é ótima diversão e prepara o público para a próxima prova, a de fogo e para correr atrás dos livros e começar a leitura.


O desprazer:  Cumpre o que se dispõe a fazer porém se fossem incluídas outras ações de tensão ou melhores diálogos entre os coadjuvantes na Clareira, esse ambiente claustrofóbico poderia ser melhor aproveitado para intensificar os conflitos.


Por que vale a rapidinha?  É um mundo paralelo no qual correr e sobreviver é um imperativo. Até o público tentará encontrar uma saída.





Ficha técnica ImDB Maze Runner 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière