domingo, 11 de julho de 2010

Esquadrão Classe A (The A-Team) - 2010




Inspirado na famosa série de TV da NBC da década de 80, Esquadrão Classe - A é o novo filme de Joe Carnahan que também assina o roteiro e tem produtores 'de honra', Tony e Ridley Scott. A ação traz quatro soldados das Forças Armadas Americanas que serviram o país no Iraque, e que agora, fazem parte do Esquadrão Classe A, um grupo militar altamente qualificado e com um boa dose de rebeldia e senso de humor. Na excêntrica trupe: Coronel John 'Hannibal' Smith (Liam Neeson), B.A, o 'Baracus' (Quinton 'Rampage' Jackson), Capitão Murdock (o hilário Sharlto Copley, de Distrito 9) e ' Face Peck' (Bradley Cooper). Complementam este elenco, a bela Jessica Biel como Tenente Sosa (e ex-namorada de 'Face') e o corrupto agente da Cia Linch (Patrick Wilson). O Esquadrão Classe A aceita um serviço para recuperar placas de impressão de dinheiro da Casa de Moeda Americana, são traídos, acusados de assassinato, expulsos da instituição e presos. Missão: limpar a barra do grupo, encontrar o criminosos, impedir a lavagem de dinheiro sujo.


Alguém tem um bom plano de ação para criar novos filmes de ação? Pelo jeito não! Já não se fazem filmes que não apelem somente para tiros e explosões mirabolantes e uma correria tremenda em cena capaz de entortar seriamente a vista do público. Esquadrão Classe A é um destes filmes que pecam por cansar a visão com a estética do "absurdo extremista e exagerado" e ser desprovido de uma trama com melhor conteúdo, mais tensa e elaborada. A prioridade é explodir o que há pela frente como se a base de um filme de ação fosse só isso e, chega um momento do filme que a mais generosa e esforçada observação do tolerante expectador vai pelos ares, junto com os explosivos. O ritmo é intenso e o foco é este, juntamente com as piadas que, ora sim, ora não, salvam as cenas.




A película não é totalmente desprezível para quem aprecia sentar na poltrona do cinema e ser bombardeado por filmes que aceleram a ação destruíndo meio mundo e ajudando a destruir sua experiência visualmente contemplativa. Nos momentos mais 'calmos', o filme ressalta a característica de cada um dos integrantes e intenta ser divertido, bem piadista. Murdock é insano, adora pilotar insanamente e tem em Sharlto Copley um bom intérprete. Hannibal é o homem dos planos, o líder e, para quem ainda não está cansado de ver Liam Neeson pouco seletivo com os trabalhos ou sem melhores opções (ele está nos recém lançados Chloe e Fúria de Titãs) poderá desfrutar de sua versatilidade. Bradley Cooper vem agregar a beleza e a vaidade masculinas ao longa-metragem, logo boa forma física, bom bronzeado e boa lábia fecham o seu perfil. O quase desconhecido 'Rampage' e o seu cabelo moicano vem a agregar somente aquela sensação nostálgica do Baracus original, Mr. T, porém está longe de ter o mesmo carisma, e com tanto fogo cruzado, ele não precisou abrir tanto a boca. Para aqueles que esperam uma trama de ação que une entretenimento ligeiro com um pouco mais de profundidade no texto, no suspense e no desenvolvimento dos personagens, esqueça o A-Team e chame outro esquadrão ou, quem sabe, passe a câmera para a dupla Scott.


Ainda que Esquadrão Classe A seja diversão sem intenção de ser um filmaço e tenha mantido uma certa fidelidade mais 'caricata' com o seriado original, a trama poderia ter sido menos explosiva, melhor editada e mais trabalhada no roteiro. Há momentos que o exagero de situações bombásticas é tão grande que o filme tira o prazer da diversão, torna-se confuso no paladar visual e, o que deveria ser saboroso em algumas cenas, azeda. Para quem é muito fã da série, poderá transitar ou no amor ou no ódio. Para quem preza por roteiro perspicaz mesmo em meio à dinamite, tenderá a se decepcionar. No geral, filmes de ação deveriam agregar elementos mais sofisticados das escolas 007 e Missão Impossível, das experiências bem sucedidas de Luc Besson e John Woo e das boas práticas de roteiro de filmes policiais como Fogo contra fogo (de Michael Mann) e Os infiltrados (de Martin Scorsese). É possível realizar um filme descontraído harmonizado por um efeito mais dramático e de thriller. Ninguém quer tomar remédio para dor de cabeça e pingar colírio nos olhos no final de um filme de ação.



Avaliação MaDame Lumière



Título Original: The A-Team
Origem: EUA
Gênero(s): Ação
Duração: 125 min
Diretor(a): Joe Carnahan
Roteirista(s): Joe Carnahan
Elenco: Liam Neeson, Bradley Cooper, Jessica Biel, Quinton 'Rampage' Jackson, Sharlto Copley, Patrick Wilson , Gerald McRaney, Henry Czerny, Yul Vazquez, Brian Bloom, Maury Sterling, Terry Chen, Omari Hardwick, David Hugghins, Jacob Blair, Rad Daly

8 comentários:

  1. Ai ai vizinha...

    eu quase fui ver este filme. Sempre adiei. Fui ver os outros lançamentos até mesmo o 'Príncipe da Pérsia' que nao gostei muito, rs!

    Eu adoro o ator Liam Neeson, ele tem um presença habitual e o Bradley Cooper, acho ele interessante desde 'Se Beber não Case' que foi um filme surpreza!

    Espero em DVD!

    Tô querendo assistir 'Encontro Explosivo' com o Cruise e a Diaz, falando em AÇÃO, rs!

    Bjs,

    ResponderExcluir
  2. Sabe, estou com muita vontade de ver filmes de ação, não me pergunte o motivo, rs
    Mas não sei se encaro esse, parece ser terrível!
    ótima resenha!
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Nunca gostei da série e não consegui me divertir com esse filme, também achei tudo muito exagerado, mas acho que ele conseguiu atender aos fãs, pelo menos em minha sessão, o público parecia animado. Gostei da cena em que eles estão assistindo a abertura de série original, hehe.

    ResponderExcluir
  4. Não acho que o filme tenha problemas de edição ou que pudesse ter menos explosões. Aliás, acho que é um dos poucos filmes desse verão que entrega o que promete. A questão é que não promete muito...
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Vizinho,
    Talvez você até goste de ver este filme considerando a série, a versatilidade do Neesom e a belezura simpática do Cooper, mas acho que você achará tudo um exagero e vai ver que se encaixa super bem para o público que não deseja pensar , hehe! bjs

    PS: Não acho que a Cameron Diaz tem uma boa química com o Tom Cruise. Espero que eu morda a língua. Também não acho graça nela.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Alan,
    Como falei para o Rô, talvez você até goste, normalmente meninos gostam mais deste explosivo festeiro. Dos meus amigos homens e cinéfilos, a maioria achou o filme uma grande besteira.
    abs!

    ResponderExcluir
  7. Amanda,
    Estamos na mesma situação. Eu até assisti a série, achava o Mr. T uma figuraça, mas no geral, acho que o filme é pra rir e ver o visual das explosões,nada além disso.
    bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi Reinaldo,
    Discordamos mais uma vez, salvo que realmente ele entrega o que promete... bastante ação e muita babaquice.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière