domingo, 14 de novembro de 2010

MaDame Series Opina: Seriado Dexter - 1x03 - Popping Cherry ( 1ª Temporada - 2006)

MaDame Series Opina: O momento fora de série sobre Seriados de TV
Agora em novo formato, com insights por episódios,
e um fechamento a cada temporada.



"Ele me ensinou que nenhum de nós é quem aparenta ser"

Se Dexter está montando um quebra-cabeça que ainda falta peças à caça do assassino de caminhão de gelo, muito da ansiedade do público é vê-lo plenamente em ação até o limite de seus esforços, mas a partir deste episódio fica claro que assistir Dexter exige paciência no início porque a idéia não é encenar somente o tenso jogo psicológico de um serial killer caçando outro serial killer e sangue jorrrando pela tela; há outras questões igualmente relevantes e que fazem a diferença da série como a reflexão a respeito dos atos de Dexter, a análise do 'mentoring' que ele recebeu de seu pai e como isso justifica as escolhas de seus atos. Este episódio perde um pouco mais na perseguição ao assassino e tem a previsibilidade de um serial killer que exibe a sua obra de arte mortal em pleno estádio de Hockey de Miami, porém o que vale aqui é o tema abuso (tradução do título original). O abuso ocorre em duas vertentes: uma que incrimina um assassino e outra que justifica seus atos e o livra do golpe final de Dexter. Dexter tem à sua frente o jovem deliquente Mark (Jeremy Downs) que saí da cadeia após cumprir pena de homicídio e a enfermeira de Harry (Denise Crosby, em ótima atuação) que costuma exagerar nas drogas aplicadas aos pacientes. Há criminosos que merecem uma segunda chance? Qual a fronteira entre quem são e quem aparentam ser? Caberá à Dexter responder esta questão e dar o veredito final!


Avaliação MaDame Lumière




Dirigido por Michael Cuesta. Elenco: Michael C. Hall, Julie Benz, Jennifer Carpenter, Erik King, Denise Crosby, Jeremy Downs. Roteiro de Daniel Cerone.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière