domingo, 7 de novembro de 2010

Os Filmes Vencedores da 34ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Quando partimos (Die Fremde), filme de Feo Aladag
representante da Alemanha no Oscar 2011
é o vencedor desta edição.



Quem pensou que Homens e Deuses, filme do realizador Francês Xavier Beauvois premiado em Cannes e nominado a melhor filme no European Film Awards, e que o Tailandês Tio Boomee que pode recordar suas vidas, vencedor da Palma de Ouro fossem ganhar o pareo como melhor longa-metragem na Mostra SP 2010, se enganou. Fazendo jus às surpresas na Mostra desde a nomeação dos finalistas ao Troféu Bandeira Paulista, não sobrou espaço para eles no pódio, e muito menos para os elogiados Cópia Fiel do Iraniano Abbas Kiarostami e os de concorridos ingressos como O estranho caso de Angélica, de Manoel de Oliveira e Um lugar qualquer de Sophia Coppola. O vencedor é da Alemanha e é o representante do país na disputa pelo Oscar de melhor filme Estrangeiro: Quando Partimos (Die Fremde/When we leave), que retrata o calvário de Umay, uma mulher de tradicional família Turca que sofre maus tratos no casamento; após abandonar o marido, ela é excluída do meio familiar e sofre as consequências da sua busca por liberdade ao lado do filho pequeno. Como Umay, temos a atriz Sibel Kekili (de Contra a Parede) que mais uma vez entrega uma ótima atuação e disputa o prêmio de melhor atriz no European Film Awards.


A escolha do júri composto por pelos cineastas Alan Parker, Samuel Maoz, Serge Avédikian e Ana Luiza Azevedo, pelos críticos Carlo di Carlo e Michel Ciment e pelo ator Miki Manolojvic foi baseada em uma lista de 12 ficções e 7 documentários mais bem votados pelo público. Confira os vencedores:




Prêmio Ficção - Competição Novos Diretores

Melhor Atriz: Noomi Rapace, por "Beyond", de Pernilla August
Prêmio Especial do Júri: "Beyond", de Pernilla August
Melhor Filme: "Quando Partimos", de Feo Aladag

Prêmio Documentário - Competição Novos Diretores

Prêmio Especial do Júri: "O Samba Que Mora em Mim", de Georgia Guerra-Peixe
Melhor Documentário: "Jardim Sonoro", de Nicola Bellucci


Prêmio da Crítica
Prêmio Especial da Crítica: "Carlos", de Olivier Assayas - França/Alemanha
Melhor Filme: "Mistérios de Lisboa", de Raoul Ruiz - Portugal



Prêmio do Público
Melhor Filme Brasileiro: "Meninos de Kichute", de Luca Amberg
Melhor Filme Internacional: "Balibo", de Robert Connoly
Melhor Documentário Brasileiro: "José & Pilar", de Miguel Gonçalves Mendes
Melhor Documentário Internacional: "Pense Global, Aja Rural", de Coline Serreau
Prêmio da Juventude: "O Mágico", de Sylvain Chomet


Prêmio Aquisição Canal Brasil (curtas-metragens)

Melhor Curta-metragem: "Pimenta", de Eduardo Mattos.

Prêmio Itamaraty

Prêmio Especial - Homenagem pelo Conjunto da Obra: Carlos Reichenbach
Melhor Curta-Metragem: "Pimenta", de Eduardo Mattos
Melhor Longa-Metragem - Documentário: "Lixo Extraordinário", de Lucy Walker, João Jardim, Karen Harley
Melhor Longa-Metragem - Ficção: "Rosa Morena", de Carlos Oliveira.


Veja o trailer de Quando partimos, 2010


Um comentário:

  1. Quando partirmos já havia triunfado em Tribeca este ano. Ou seja, o filme tem agradado platéias cosmopolistas e plurais. Me perece promissor. Quanto aos demais premiados, me parece seguir uma tendência irregular e pseudo-cinéfila de premiações à partir de assunções de um público que não goza de qualificação adequada. O júri tenta corrigir isso, mas em uma Mostra tão ampla isso é praticamente impossível.
    Beijos

    ResponderExcluir

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière