terça-feira, 31 de maio de 2011

Vencedores do 10º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro





Em cerimônia ocorrida nessa terça-feira no Teatro João Caetano no Rio de Janeiro, o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em sua 10ª edição reconheceu grandes filmes do Cinema Nacional como Tropa de Elite 2, destaque da noite, que levou o maior número de premiações (9 no total), incluíndo os de melhor diretor para José Padilha, melhor ator para Wagner Moura e melhor longa metragem de ficção (tanto no voto do júri como do público). O reconhecimento do voto popular para Tropa de Elite 2 e para o documentário Dzi Croquettes também comprova que o Cinema Brasileiro bem realizado tem se firmado favoravelmente perante a opinião pública, que acompanha as produções nacionais e reconhece esses excepcionais trabalhos.



Excelente iniciativa, parabéns à Academia Brasileira de Cinema assim como a todos os profissionais de Cinema envolvidos em mais essas vitórias da Sétima Arte no Brasil.



Melhor longa-metragem:
- "Tropa de Elite 2"
Voto popular - "Tropa de Elite 2"

Melhor documentário:
- "O Homem que Engarrafava Nuvens"
Voto popular - "Dzi Croquettes"

Melhor direção:
- José Padilha - "Tropa de Elite 2"

Melhor atriz:
- Glória Pires - "Lula, o Filho do Brasil"

Melhor ator:
- Wagner Moura - "Tropa de Elite 2"

Melhor atriz coadjuvante:
- Cássia Kiss - "Chico Xavier"

Melhor ator coadjuvante:
- André Mattos - "Tropa de Elite 2" e Caio Blat - "As Melhores Coisas do Mundo"

Melhor longa-metragem infantil:
- "Eu e meu Guarda-Chuva"

Melhor direção de fotografia:
- Lula Carvalho por "Tropa de Elite 2"

Melhor direção de arte:
- Adriam Cooper por "Quincas Berro D`Água"

Melhor figurino:
- Kika Lopes por "Quincas Berro D`Água"

Melhor maquiagem:
- Rose Verçosa por "Chico Xavier"

Melhor efeitos visuais:
- Darren Bell, Geoff D. Scott e Renato Tilhe por "Nosso Lar"

Melhor montagem ficção:
- Daniel Rezende por "Tropa de Elite 2"

Melhor montagem documentário:
- Raphael Alvarez por "Dzi Croquettes"

Melhor som:
- Alessandro Laroca, Armando Torres Jr. e Leandro Lima por 'Tropa de Elite 2"

Melhor trilha sonora:
- Guto Graça Mello por "O Homem que Engarrafava Nuvens"

Melhor trilha sonora original:
- Jaques Morelenbaum por "Olhos Azuis"

Melhor curta-metragem ficção:
- "Recife Frio" dirigido por Kleber Mendonça Filho

Melhor curta-metragem documentário:
- "Geral" dirigido por Anna Azevedo

Melhor curta-metragem animação:
- "Tempestade" dirigido por Cesar Cabral

Melhor roteiro original:
- Braulio Mantovani e José Padilha - "Tropa de elite 2"

Melhor roteiro adaptado:
- Marcos Bernstein - "Chico Xavier"

Melhor longa-metragem estrangeiro:
- "O Segredo dos seus Olhos" (Argentina / Espanha), de Juan José Campanella


Voto Popular - A Rede Social, de David Fincher

3 comentários:

  1. O que me deixa irritada nessa premiação é que os vencedores são sempre o mais do mesmo. Não temos variações, ou surpresas.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog, penso que houve exagero na premiação do longa do Padilha, 9 prêmios?

    Abraços cinéfilos!

    ResponderExcluir
  3. Hi madam, what´s up?

    Pois é, eu não gostei muito desse prêmio não. A bem da verdade, é uma premiação que ainda não pegou e pouca diversa produção nacional não ajuda nessa causa...
    bjs

    ResponderExcluir

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière