domingo, 4 de março de 2012

MaDame Loves: 10 Top Kisses - Beijos inesquecíveis do Cinema Moderno

Darren Aronofksy dirige o beijo de Hugh Jackman e Rachel Weisz em A fonte da vida.
Ele sabe dirigir bons beijadores!


Beijar é bom demais, não é mesmo? Beijo de amigos que se apaixonam, beijos de desconhecidos que se atraem, beijos de amantes que se desejam, beijos de apaixonados que reatam, o que não faltam são beijos no Cinema que nos inspiram ou nos deixam hipnotizados pelo romance, sedução, amor e paixão.
MaDame Lumière selecionou 10 top beijos inesquecíveis do Cinema Moderno que não tem a pretensão de serem os melhores da História do Cinema, certamente a seleção foi deliciosa porém foi difícil; muitos ficaram de fora, principalmente os clássicos antigos, que terão uma seleção à parte, porém os escolhidos para esse post são beijos que, por algum contexto ou motivo na história, foram inseridos no roteiro e dirigidos de uma forma bem especial. São beijos que tinham que ser dessa forma para emocionar como somente o Cinema é capaz e fazem parte de uma seleção pessoal de Madame com os comentários do porquê eles são beijos de verdade.



Desejo e Reparação (Atonement)

" Em um filme de paixão, culpa e desejo,Robbie(James) e Cecilia (Keira) encarnam um beijo do desejo intenso, da explosão sexual nas penumbras de uma biblioteca na qual se despem, exalam gemidos e respirações ofegantes. Embora altamente sensual, toda a cena é trabalhada com sofisticação com picos de excitação e de confissões íntimas, do figurino a troca de olhares e diálogos."




9 - Natalie Portman e Mila Kunis

Cisne Negro (Black Swan)

"O beijo lésbico de Nina (Natalie) e (Lily) Mila em Cisne Negro não tem orientação sexual, por assim dizer. É incontrolável, sexy, intenso, excitante e deixa a plateia com vontade de ser voyeur repetidas vezes, independente de opções sexuais. Além da cena ser intensa, como uma atração explosiva que foi se desenvolvendo por duas beldades após uma balada louca, elas praticamente se pegam pra valer até o êxtase orgásmico e mostram o lado dual e obscuro de toda mulher."

Alguém muito especial (Some kind of wonderful)

" Nessa preciosidade oitentista para o público jovem, esse beijo é incrível por conta do seu contexto de amores não correspondidos no qual um amigo gosta do outro, mas não se dá conta ou não se sente seguro para confessar o seu amor. Keith (Eric) e Watts (Mary) são amigos de longa data, mas Watts gosta de Keith e ele gosta da garota mais desejada da escola. Watts simplesmente se oferece para treinar o amigo em beijo na boca. Os dois tem uma ótima química em cena, na qual efeitos como movimentação de câmera e trilha sonora são elementos coadjuvantes para torná-la especial.

A Garota de Rosa Shocking (Pretty in Pink)

"O beijo dos sonhos românticos entre a garota pobre (Andy) e o rapaz rico (Blane), após um primeiro encontro desastroso e um inesperado e alegre convite para o baile da formatura. Qual a garota que na década de 80, até hoje, não se emociona com essa cena? O beijo tem química e tem aquele leve jeito desajeitado da inexperiência dos jovens, mas aí está o seu valor de ser inesquecível: na forma como se olham, se beijam, se tocam, embalados por uma romântica trilha sonora."

Uma linda mulher (Pretty Woman)

" Uma cena maravilhosa entre Vivian (Julia) e Edward (Richard ) na qual o beijo é tão delicado e, ainda assim, muito sensual, embalado por uma trilha sonora romântica como se fosse um conto de fadas cotidiano. Essa cena é mais e mais bela em virtude da narrativa na qual uma prostituta, que nunca se deixa beijar na boca e que começa a sair com o ricaço solitário, simplesmente se apaixona por ele. O fato dela confessar o "Eu te amo" enquanto ele está dormindo na intimidade do quarto e, logo mais, o incrível beijo acontecer, é de tocar o coração."



Match Point

"Além de serem belíssimos e encenarem um suspense arrebatadoramente sexy em Match Point, Chris (Jonathan) e Nola (Scarlett) encenam um beijo cheio de desejo e do proibido, entre o tesão e a hesitação. Ele é muito sexy por contar também com elementos em cena que são uma fantasia deliciosa no imaginário das pessoas: o beijo na chuva e no meio do campo, enquanto os corpos molhados se entendem."
Drive
"Um beijo romântico, apaixonado, profundo, moderno e muito cult na forma como foi conduzido em um elevador, principalmente em um contexto narrativo de suspense e tensão que ninguém imaginava que ele iria beijá-la assim, logo ali, oniricamente. No plano fílmico, há a combinação de elementos bem selecionados como a trilha sonora, a movimentação em slow motion, o posicionamento dos atores, a química apaixonante. Narrativamente, Ryan Gosling como um herói obscuro, introspectivo e violento, que protege a sua meiga vizinha (Carey Mulligan) em um momento único é de conquistar o coração. O beijo é fascinante por ser lindamente real, poeticamente visual como se o tempo parasse nos dois."



Fonte da vida (The Fountain)


"O beijo entre Hugh e Rachel tem uma beleza e prazer únicos por ser cheio de amor, desejo, intimidade e por ela estar muito doente. Ao invés de estar deprimida, ela tem o desejo pelo seu amor, de tocá-lo por completo. Há uma urgência, uma ânsia, uma entrega arrebatadoramente sensual e amorosa na personagem de Rachel.É um beijo muito especial porque ela poderá morrer a qualquer momento, pelo casal entrar em um universo narrativo da Fonte da Vida, que é todo recortado em termos temporais e cheio de lembranças de vida e da morte."


O melhor amigo da noiva (Made of Honor)


"Um dos beijos mais lindos em comédias românticas, Patrick e Michelle encenam aquele beijo da surpresa sem palavras, da confissão tardia, do desespero de queme stá prestes a perder o grande amor. É um beijo muito especial e merece estar no topo muito em função de como ele é profundo, verdadeiro e revelador e, também, pelo momento na narrativa. Ele é a expressão máxima de quem está desesperado pela possibilidade de ver o amor, casado e nos braços de outro. Michelle está em sua despedida de solteira e Patrick, seu melhor amigo, descobre que a ama e cria coragem de beijá-la assim, na hora mais inoportuna e devotamente."




Diário de uma paixão (The Notebook)


"Um beijo inesquecível, romântico e apaixonante. É beijo do amor e do desejo que o tempo e o silêncio foram incapazes de apagar. É o beijo do retorno da esperança, de viver o que não foi vivido nesse amor cinematográfico que se aproxima tanto das emoções já vividas pelo público. Além da ótima química fascinante entre Ryan e Rachel, de toda a explosão em um beijo na chuva, das palavras urgentes que precisavam ser ditas e reveladas, esse beijo está em uma bela sequência que vai crescendo, dos olhares tímidos e impregnados de silencioso desejo a uma demonstração amorosa e sensual de uma verdadeira paixão."

9 comentários:

  1. Os beijos de Cisne Negro e Fonte da Vida são os meus favoritos... Acho que seria bacana indicar também o beijo do filme "Um Beijo Roubado", hehe

    ResponderExcluir
  2. 99% dos homens vao gostar do beijo de Cisne Negro, rs...

    ResponderExcluir
  3. O beijo número 01 é imbatível. ADORO a química de Ryan e de Rachel em "O Diário de uma Paixão".

    Particularmente, senti falta daquele beijo da Kirsten Dunst e do Tobey Maguire em "Homem-Aranha". Acho "clássico". rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Desses, só me passou em branco o beijo entre Stoltz e Masterson. Não vi ao filme, mas quanto aos demais, uma atenta seleção. E faço coro ao meu amigo Alan pelo beijo de "Cisne Negro", realmente o melhor da lista rs. Gostei que vc, MaDame, selecionou vários "perfis" de beijos: o roubado, o apaixonado, o ardente... good work!

    Beijo pra vc tbm =]

    ResponderExcluir
  5. Seleção de encher os olhos. Beijos é algo magnético, não dá pra eu escolher o melhor deles, mas, Cisne Negro e Diário de uma Paixão são espetacularmente um espetáculo como se deve beijar.Parabéns, MaDame Lumière!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Madame. Então. Lembro-me na época do lançamento de Fonte da Vida que saiu matérias sobre o Aronofsky coordenando esse beijo entre Weiz e Jackman. Perguntaram pra ela se o Darren se sentia desconfortável ao vê-la beijando outro homem, mas ela falou que no estúdio Darren chegava a gritar: "Não se acanhe. Tira a calça dele!". Épico. Acho que, inclusive, um dos motivos da separação dos dois era a falta de ciúmes de Darren com a esposa. Além de outra possibilidade que não me atrevo a falar. Achei uma boa lista no todo e só substituiria o do Dempsey pelo beijo entre Ledger e o Jake em Brokeback Mountain na varanda e a Michelle vendo os dois. Colocaria entre os primeiros. Acho marcante!!!

    Abraço, querida.

    ResponderExcluir
  7. Outra coisa, já que foi bastante discutido isso. O beijo entre Kunis e Portman sempre foi mal interpretado. Não é apenas um beijo lésbico (como muitos, na maioria homens, pensam!). É quando Nina finalmente se apaixona por seu lado negro e se entrega a ele. A cena é marcante porque é simbólica e não literal. Adorei a presença dele na lista.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a inclusão do beijo de CISNE NEGRO...rs
    A lista ficou bem justa, espero agora a do cinema clássico. Abs!

    ResponderExcluir
  9. Adoro também o beijo assustado de Sean Connery e Tippi Hedren em "Marnie", logo após o pavo dela por trovões, também incluiria na lista, rs

    Belo post minha darling, cada beijo saboroso aí. "Fonte","Cisne" e "Match Point", desta lista são os meus favoritos! "Drive" já se tornou cult.

    Um post com os beijos clássicos não seria legal? A cena de "A Um passo Da Eternidade", por exemplo, e tantos outros...

    Aliás, beijos do seu curador!
    Bj.Bj.
    Beijo é bom!

    ResponderExcluir

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière