domingo, 5 de dezembro de 2010

MaDame Series Opina: Seriado The Walking Dead - 1x04 - Vatos ( 1ª Temporada - 2010)

MaDame Series Opina: O momento fora de série sobre Seriados de TV





"É o mesmo mundo de sempre. Os fracos são pegos."



Depois de um episódio regular (1x03), The Walking Dead volta ao pódio como uma série que atinge excelente tensão, concisão e orquestração em um roteiro de 45 minutos. O sucesso começa em como o argumento é conduzido dramaticamente em Vatos, prevendo que os zumbis retornam à carnificina dos dois primeiros episódios. O episódio não deixa nenhuma aresta sem ser aparada, basta observar o diálogo inicial entre as irmãs Andrea (Laurie Holdem) e Amy (Emma Bell) que, po si só, enfatiza momentos que se tornam derradeiros. Vatos coloca o grupo de sobreviventes do mundo pós-apocalíptico infestado por zumbis em cenas arrebatadoras, com novos personagens, conflitos e perdas, e a certeza de que, a cada episódio, aprendemos que sobreviver em um contexto sem saída é chegar ao limite psicológico. Não há como escapar às inesperadas vulnerabilidades humanas que naturalmente vêem à tona. Não há como não refletir sobre diálogos que podem ser como despedidas e profecias.

Desta vez, o início tem o suspense de um apelo profético: Por que um dos sobreviventes do acampanhamento está cavando buracos como sepulturas que esperam seus mortos? Por que ele o faz sob um calor escaldante? Por que ele está assustando as pessoas com sua introspectiva e sinistra ação? Será ele o próximo inimigo, aquele que dorme próximo à vítima? Do outro lado, o xerife Rick Grimes retorna à cidade Glenn, T-Dog e Daryl para encontrar o "duro na queda" Merle Dixon e resgatar a bolsa com as armas. O que vemos a partir daí, é que o conflito não é meramente entre zumbis e humanos, mas entre humanos e humanos, o que ressalta que The Walking Dead tem potencial de deslanchar na dramaticidade a partir do momento que investir mais em conflitos e limites pessoais; ressaltar como os sobreviventes lidam com um mundo desprovido de absolutamente nada, a não ser a necessidade de viver um outro dia cinza e não perder quem se ama. Com sobreviventes divididos nas duas locações: um grupo que fica no acampamento e outro que sai com pessoas que sabem e sentem que é importante cuidar umas das outras, fica a seguinte indagação para o próximo episódio: Haverá culpas após a assustadora cena final de Vatos? É esperar para ver!




Avaliação MaDame Lumière



Dirigido por John Renck. Com Andrew Lincoln, Jon Bernthal, Sarah Wayne Callies, Laurie Holden. Roteiro de Robert Kirkman. Baseado na HQ The Walking Dead de Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlar

Um comentário:

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière