domingo, 12 de abril de 2015

É tudo Verdade 2015 : Chamada de emergência - um mistério de assassinato (Emergency Call - a Murder Mystery ) - 2014


Acompanhe uma seleção de documentários no MaDame Lumière 



Documentário sobre um dos polêmicos assassinatos ocorridos na Finlândia




Por Cristiane Costa



Chamada de Emergência (Ulvilan Murhammysteeri, 2014) é um documentário Finlandês, dirigido por Pekka Lehto e baseado em um polêmico crime ocorrido na cidade de Ulvila, no oeste da Finlândia. Na história real, Anneli Auer é acusada de assassinar o marido em casa e ter se  livrado da arma do crime. Mesmo sendo a pessoa que ligou para a polícia e afirmou que a casa foi invadida  pelo assassino, contando com a declaração da filha mais velha como testemunha, Anneli Auer foi condenada e absolvida várias vezes em um caso de idas e voltas, muito mistério e contradições. 







O diretor convida o público a observar as investigações através do histórico documental de arquivos, depoimentos da polícia, réu e sua filha, criando ainda mais uma confusa teia de mistério para o espectador. Isso ocorre porque ele opta por não tomar partido de exatamente nada, logo sua direção é baseada em uma visão imparcial, de um mero observador, o que traz como vantagem jogar as cartas na mesa e esmiuçar como algumas declarações investigativas colocam à prova a veracidade de qualquer processo investigativo, principalmente em uma cidade pequena da Finlândia, que normalmente tem pessoas com mentalidades arraigadas e provincianas. Por mais que a investigação tenha detalhes absurdos e reviravoltas surpreendentes, a escolha do diretor, por realizar um documentário dos bastidores de um crime polêmico e não resolvido, evidencia que esse se trata de um caso bizarro que desafia a própria polícia e o sistema judicial.




Anneli Auer : Anjo ou demônio?, 
a réu de um dos casos mais bizarros da história criminal da Finlândia.




Chamada de emergência não se trata de um documentário com potencial de conquistar o público com força documental pois tem um misto de programa de investigação criminal com documentário. A montagem é mais convencional e não inova na edição. O próprio registro deixa a desejar e não apresenta variadas evidências de arquivos e imagens de época. O diretor chegou a um ponto tão claro de imparcialidade que ele não inclui declarações de pessoas como amigos, parentes e  outras do convívio de Annelie Auer e o ex-marido morto, o que, de certa forma, empobrece a análise sobre quem é a réu, como era a relação do casal e da família e como o mistério poderia ser resolvido.





A vítima: o documentário não apresenta informações 
sobre a relação do casal. Ponto desfavorável para o filme.



Por outro lado, como virtude, ele é incômodo à medida que as declarações de ser inocente ou culpada ganham uma dimensão muito mais pessoal do que para o bem coletivo de encontrar o assassino, como por exemplo, é possível analisar que a própria réu coloca em dúvida sua inocência pois é uma mulher de personalidade fria, racional. A promotoria age com uma postura de condenação a qualquer custo e não impõe argumentos convincentes e sólidos. A investigação tem um histórico de vários investigadores e muitos pontos de vista que colocam em risco a coerência dos fatos, além disso o caso inclui outras acusações como práticas de satanismo e abuso sexual, portanto o documentário chega a um ponto de bizarrices sem apresentar  provas consistentes. 


Sob uma perspectiva bem crítica sobre investigações criminais, Chamada de emergência é mais um caso que dificulta o veredito final e se perde em suas próprias provas. Nesse sentido, o documentário tem seu pequeno grau de eficácia porque ele faz o público refletir sobre o desafio de desvendar um crime misterioso, de como é difícil lidar com o ser humano e sua capacidade inerente de dizer verdades e mentiras e de facilitar ou complicar situações, mas também o documentário expõe  as vulnerabilidades que se criam no processo investigativo, normalmente cheio de incoerências e dúvidas e, portanto nada objetivo. Infelizmente, investigações como essa são comuns no sistema judicial, que pode condenar culpados e inocentes. 






Ficha técnica do fime no ImDB Emergency Call

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière