domingo, 2 de junho de 2013

Rapidinhas no MaDame: Velozes e Furiosos 6 (Fast and Furious 6) - 2012

Rapidinhas no MaDame:
Porque o que importa é o prazer da Cinefilia




Sobre a história: Dom (Vin Diesel), Brian (Paul Walker) e seus amigos estão de volta às perseguições e explosões com seus carros super máquinas para manter a família unida. Para ajudar Hobbs (Dwayne Johnson) na captura de Shaw (Luke Evans), o líder de uma perigosa quadrilha internacional,  eles terão o perdão em troca e a chance de trazer de volta Letty (Michelle Rodriguez), que está viva e em campo inimigo. 

Opinião Geral sobre o filme:  Velozes e Furiosos é uma franquia que deu certo, sobrevive com seu charme de filme de ação e aderente ao entretenimento de um bom blockbuster: mulheres e homens bonitos, carros turbinados e velozes, trilha sonora bombástica, enriquecimento fácil, ligeiro humor, romance, a ideia de amizade, amor e família e muitos fãs.  Todas essas virtudes estão no filme número 6, o que garante uma ótima sessão pipoca. O roteiro é bem estruturado de forma a criar um dinamismo na busca da integridade da família com a ação da narrativa e a possibilidade de curtir a vida plenamente após roubarem 100 milhões de dólares. Letty é a peça que faltava. O bando de Dom vai atrás dela, que é a queridinha de Shawn, fato que se torna um incentivo e um desafio. Despertam-se lembranças de Dom sobre o romance com Letty e os sentimentos de culpa e perdão  de Brian. Mesmo diante de ótimas e inverossímeis cenas de ação, o público se diverte e quer mais fúria  e velocidade nas manobras  e essa família de volta.

O desprazer: Provavelmente devido à classificação do filme para atingir   o público adolescente, faltaram cenas de sexo para subir o termômetro entre Dom e Letty.  Além disso, o  humor  foi um pouco mais forçado para dar a ideia de piadas mais 'non sense', portanto,  concentre-se na ação e nos herois para melhores prazeres.


Por que vale a rapidinha? Porque a família Velozes e Furiosos é unida e tem estilo. Independente do roteiro, dos carros, da grana, das porradas, a união é o que permeia a franquia e como essa família foi construída desde o primeiro filme.

Ficha técnica no ImdB

Um comentário:

  1. Me perdi nesta saga, Madame, hehehe
    Acho que parei no quarto filme!

    ResponderExcluir

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière