sábado, 8 de junho de 2013

Rapidinhas no MaDame: Se beber não case III (The Hangover III) - 2013

Rapidinhas no MaDame:
Porque o que importa é o prazer da Cinefilia





Sobre a história: Os amigos Alan (Zach Galifianakis), Phil (Bradley Cooper), Stu (Ed Helms) e Doug (Justin Bartha), conhecido como o bando de lobos, entram em uma hilária confusão, sob a mira do criminoso Marshall (John Goodman) que deseja seu ouro de volta, roubado pelo Mr Chow (Ken Jeong). Tudo começa quando a família de Alan decide interná-lo em uma clínica psiquiátrica para ajudar Alan em uma mudança comportamental. Os amigos apoiam a decisão e se comprometem a acompanhar e permanecer com ele, porém no meio do caminho, Marshall sequestra Doug e chantageia o grupo a encontrar Mr. Chow, que ainda mantém contato com Alan.

Opinião Geral sobre o filme:  Esse é o último filme da franquia . Fecha com dignidade a divertida e louca jornada desses quatro amigos. Diferente do filme 2, que foi muito ruim, cheio de piadas forçadas e grosseiras e com um ritmo abaixo da média, a parte 3 tem o frescor e o estado de espírito do filme 1. Ele se supera ao honrar sua relação  de respeito pelo espectador. O grupo de amigos estão juntos para o que der e vier e ressaltam que, muito do sucesso de Se beber não case, é exatamente a amizade masculina que os une, cheia de diretas e excentricidades. Sua amizade é espontânea no trato diário, sem melindres e essa praticidade interpessoal na narrativa faz toda a diferença.  O roteiro  tem um ótimo equilíbrio com marcas muito autobiográficas da franquia na narrativa: inclui traços da confusão que eles entram e recupera um tom nostálgico dos filmes anteriores. O expectador vê a volta da criança do primeiro filme, agora mais crescidinha, o sequestro de Doug, o reencontro com Jade (Heather Graham), a relação de Mr. Chow com o grupo, o retorno à Las Vegas.  Também, conta com boas cenas de ação, o que acaba por agregar valor ao roteiro. Com destaque para a atuação de Zach Galifianakis, cujo comportamento maluco cria situações ou expressões que dão mais dinamismo cômico à narrativa, o filme ainda conta com a participação de uma humorista à altura: Melissa McCarthy, no papel de  Cassie, uma vendedora de loja. O filme é excelente diversão para o adeus a esses caras muito legais. Recomendado!


O desprazer: Poderia contar com situações mais insanas e engraçadas como a do primeiro filme. Para não avacalhar de vez como foi o filme 2, o diretor manteve certo controle narrativo sobre a produção, o que não chega a prejudicá-lo. 


Por que vale a rapidinha? O filme não faz feio e dá dignidade ao encerramento da franquia. Como comédia, Se beber não case tem personalidade e partiu de uma ideia que mistura a leal amizade masculina com os efeitos  colaterais  narrativos de hilárias bebedeiras e ressaca. Sem dúvidas, o bando de lobos deixará saudades de tomar mais uma!



Ficha técnica no ImdB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) leitor(a)

Obrigada pelo seu interesse em comentar no MaDame Lumiére. Sua participação é muito importante para trocarmos percepções e informações sobre a fascinante Sétima Arte.
Madame Lumière é um blog democrático e sério, logo você é livre para elogiar ou criticar o filme assim como qualquer comentário dentro do assunto cinema. No entanto, serão rejeitadas mensagens que insultem, difamem ou desrespeitem a autora do blog assim como qualquer ataque pessoal ofensivo a leitores do blog e suas opiniões. Também não serão aceitos comentários com propósitos propagandistas, obscenos, persecutórios, racistas, etc.
Caso não concorde com a opinião cinéfila de alguém, saiba como respondê-la educadamente. Opiniões distintas são bem vindas e enriquecem a discussão.

Saudações cinéfilas,

MaDame Lumière